in ,

Conto Tentador: Que homem e que pau

Conto Tentador

Sou morena, 1,67, tenho peitão e bundão, marquinha de biquíni e tudo. O meu namorado é alto, 1,77, moreno e extremamente sexy e gostoso. Esse é o meu primeiro conto gente.

Um dia nós estávamos de bobeira na casa dele e decidimos ir para uma casa que o pai dele cuida e que estaria vazia para termos mais liberdade. Assim que entramos na casa, ele tirou os sapatos e eu também, ele começou a me beijar de um jeito bem suave até que ele começou a beijar o meu pescoço bem devagar e a tirar a minha blusa, já estava ficando louca por ele.

loading...
loading...
loading...

Voltamos a nos beijar de forma mais intensa até que ele me virou e me deixou contra a parede para beijar a minha nuca e as minhas costas e assim ter mais acesso ao meu sutiã que logo em seguida saiu do meu corpo e se juntou a minha blusa no chão. Enquanto isso ele falava no meu ouvido que eu seria a puta dele aquela noite e que dessa vez eu não teria descanso. Ele bateu na minha bunda bem forte e mandou que eu ficasse de frente para ele porque ele queria sugar os meus peitos e lamber os meus mamilos. Assim que me virei disse que só deixaria ele chupar os meus peitos depois que ele estivesse sem camisa e sem calça. Ele tirou as peças e começou a lamber os meus mamilos enquanto eu gemia baixinho com as mãos no cabelo dele. Minha calcinha já estava ficando molhadinha de tanto tesão eu estava sentindo naquele momento vendo aquele homem lindo e gostoso só de cueca lambendo os meus mamilos.

Mal podia esperar para sentir a boca dele quente na minha pepeca molhadinha. Pedi para irmos até o quarto e assim que chegamos lá ele bateu na minha bunda e tirou a minha calça jeans me deixando só de calcinha. Me jogou na cama e eu para provocar fiquei de bruços e fui engatinhando de costas para ele olhando ele por cima do ombro e deixando toda a minha bunda bem evidente para ele. Nessa hora ele perdeu a cabeça, tirou a cueca e veio para cima de mim como um animal batendo na minha bunda. Me deitou na cama de barriga para cima, deitou em cima de mim e começou a me beijar bem devagar. Logo em seguida começou a descer com os beijos pelo meu pescoço, peitos, barriga (meu ponto fraco) e chegando na minha virilha que foi lambida e beijada como nunca. Tirou a minha calcinha e colocou minhas pernas em seus ombros e começou a beijar a parte interna das minhas coxas chegando bem próximo da minha virilha e apenas respirando ali para voltar a beijar as minhas coxas. Eu segurava o lençol da cama com força e gemia implorando pela língua dele em minha buceta. Ele finalmente cedeu, e sua boca molhada foi de encontro a minha buceta já encharcada. Ele lambia de forma delicada e fazia movimentos circulares em cima do meu clitóris. O que me fazia tremer de tesão enquanto gemia e perdia completamente os escrúpulos. Minhas mãos alternavam entre seu cabelo e o colchão de uma forma deliciosa.

Me sentia extasiada e com muito tesão e mal podia esperar para ter aquele pau dentro de mim. Pedi para chupa-lo e ele disse que ele iria deitar para que eu pudesse fazer aquilo. Assim que ele deitou peguei o seu pau com a mão bem firme e comecei a arranhar suas coxas, depois dar beijinhos nelas até chegar nas bolas dele, comecei a beijar, lamber e chupar elas enquanto observava ele tremendo de tesão. Depois comecei a lamber a extensão do pau dele, porém sem tocar na cabecinha. Dei um beijinho nela e subi para a boca dele, o beijei muito, mordi sua orelha e perguntei se ele queria o pau dele na minha boquinha. Ele pegou o meu rosto de um jeito firme e disse que queria muito. Então eu voltei a morder a orelha dele e beijar o seu pescoço em seguida fui descendo pelo seu peito e barriga até chegar naquele pau gostoso. Voltei a lamber suas bolas e subir lambendo o pênis até que cheguei na cabecinha e em um movimento súbito coloquei ela em minha boca molhadinha e comecei a chupar bem devagar aquele pau. Brincando com a língua naquela cabecinha rosa. Fui alternando entre só chupar a cabeça do pau e engolir tudo. Fiz isso por um tempo até que ele me pediu para fazermos um 69. Deitei em cima dele e continuei a fazer um boquete bem gostoso nele enquanto ele chupava a minha buceta e meu grelinho. Quando não aguentávamos mais de tanta vontade de fuder ele me colocou deitada na cama e veio por cima de mim me arrombando toda com aquele cacete delicioso e eu o abraçava com as pernas ao redor da sua cintura. Ele me fodia me olhando e eu gemia o nome dele olhando nos olhos dele. Ele batia na minha cara e dizia para a putinha gemer mais alto e eu obedecia. Tive um orgasmo rapidamente e então ele pegou minhas pernas e colocou no seu ombro e continuou me fodendo alternando entre rápido e devagar. Tive mais um orgasmo e sentia o pau dele tocando a área do meu ponto G de um modo alucinante.

Ele pediu então para eu sentasse em cima dele e eu obedeci. Assim que sentei ele mandou a putinha dele rebolar no pau dele e foi segurando os meus dois braços para trás do meu corpo de modo que a inclinação me proporcionasse um orgasmo muito intenso. Eu estava trancando os gemidos pois tinha medo dos vizinhos ouvirem, mas ele bateu na minha cara e disse que a putinha tinha que gemer no pau dele e eu voltei a gemer mais alto sabendo que estava a ponto de ter outro orgasmo. Então eu tive um squirting delicioso, o meu primeiro, fiquei toda envergonhada por ter molhado ele, mas ele me disse que aquilo só deixava ele com mais tesão. Me puxou para perto do peito dele segurou as minhas costas e começou a me fuder por baixo alternando as velocidades. Eu gemia no seu ouvido enquanto tinha mais orgasmos no pau dele. Alternamos entre as minhas reboladas e ele me fudendo por baixo por um tempo até que ele pediu para eu ficar de 4 na ponta da cama. Obedeci e fiquei de 4 com a bunda bem empinada para o meu homem. Ele começou a bater nela e beijar também. Colocou o pau dentro de mim e me pegou pelo cabelo enquanto dizia para a puta dele gemer o nome dele. Tive muitos orgasmos, ele me puxava pelos dois braços bem firme e forte e eu já não conseguia mais parar de ter orgasmos naquele pau. Ele anunciou que ia gozar e eu imediatamente me sentei na cama e comecei a chupar aquele pau até que ele gozou na minha boquinha e eu engoli tudo olhando para ele. Bebemos água e eu fiquei deitada na cama. Depois de ser muito fodida e mal aguentar ficar de pé ele ainda encerrou aquela parte da noite me chupando novamente. Que homem e que pau.

Envie seu conto também!


Criamos esse espaço para atender a todos os leitores que têm o desejo de se abrir e contar suas experiencias sexuais em conto.

Pedimos que enviem seus contos eróticos para contos@temptations.blog.br. Os textos vão passar por uma espécie de seleção, antes de serem publicados.

Não esqueça de informar seu nome ou apelido e titulo do conto.

Se quiserem podem enviar fotos para postar junto com o conto.

Reportar

Dê seu voto positivo ou negativo

1002 Pontos
Upvote Downvote

Publicado por temptationsoficial

Comentários

Deixe uma resposta

Loading…

Loading…

0

Comments

0 comments

Dicas para fazer um strip-tease

Garota Tentação: Francesca